Foi a reação ao “bela, recatada e do lar”

Foi a reação ao “bela, recatada e do lar”

221
0
COMPARTILHE

O movimento de empoderamento e respeito às mulheres já vem há bastante tempo povoando a mídia de um modo geral, mas a reação nesta quarta-feira (20/4) a uma matéria da veja SP sobre a esposa do vice presidente Michel Temer uniu nas redes sociais “coxinhas e petralhas”  como nunca visto na história recente deste país. Uniu até mais que a propaganda da queda de preço da esfiha do Habib´s.

Para aqueles que não leram, a matéria (http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/bela-recatada-e-do-lar) conta sobre a vida atual de Marcela Temer: esposa 30 anos mais jovem que o marido; mãe de Michelzinho e que quer ter mais um filho (agora uma menina); bacharel em direito que nunca exerceu a profissão mas que é o braço digital do vice presidente; frequentadora de um famoso salão de cabeleireiro de São Paulo e mulher muito recatada que só gosta de vestidos e saias na altura do joelho. Ah, e que ele é um homem de sorte.

marcela e temer
Michel Temer e a esposa Marcela

Independente do conteúdo e das reações, o que mais me chamou a atenção foi que em nenhum momento a revista cita a própria Marcela como fonte da reportagem. Não há uma fala dela, nem um pensamento, nem aspas. Apenas pessoas comentando e falando sobre ela: a tia, a estilista, o cabeleireiro, entre outras.

E dois dias após a publicação da matéria, não há nas redes sociais nenhum compartilhamento sobre o que ela pensa a respeito dessa matéria, se concorda ou não, se gostou do que leu ou se também está indignada.

Eu estou, porque aprendi nas minhas aulas de jornalismo lá na Universidade de Londrina que temos que ouvir todos os lados da questão, e o lado dela realmente ainda está em off.

silencio

E você, também vai ficar em off? O que pensa de tudo isso? Comente, pergunte, opine…

Até a semana que vem.

😉

OBS.: A foto que ilustra esta coluna é uma postagem da atriz Monica Iozzi, numa rede social.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO